Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Justiça decide soltar Joesley Batista

Compartilhe:
29593_0_gr

O executivo foi preso em setembro do ano passado após ter o acordo de delação premiada rescindido pela Procuradoria Geral da República (PGR). Ele e o ex-funcionário da empresa, Ricardo Saud, são acusados de omitir informações durante seus depoimentos à PGR. Saud também foi beneficiado pela decisão do juiz Marcus Vinícius, da 12ª Vara Federal.

De acordo com o veredito, Joesley precisará entregar seu passaporte, terá que comparecer a todos os atos do processo e manter endereço atualizado. Além disso, o empresário não poderá deixar o país sem autorização judicial.

Deixe seu comentário: