Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

manhaaa
No comando: Manhã 93

Das 05:00 as 07:00

manhaaa
No comando: Manhã 93

Das 05:00 as 08:00

normal
No comando: Programação 93

Das 08:00 as 10:00

programadores
No comando: 93 Minutos

Das 09:00 as 10:30

programadoresss
No comando: Programadores 93

Das 10:00 as 11:00

programadoresss
No comando: Programadores 93

Das 11:00 as 12:00

normal
No comando: Programação 93

Das 11:00 as 17:00

normal
No comando: Programação 93

Das 12:00 as 13:00

toca-mais
No comando: 93 Toca Mais

Das 13:00 as 14:00

normal
No comando: Programação 93

Das 14:00 as 17:00

programadoresss
No comando: Programadores 93

Das 16:00 as 17:00

sertanejo
No comando: Sertanejo 93 FM

Das 17:00 as 18:00

normal
No comando: Programação 93

Das 18:00 as 23:59

normal
No comando: Programação 93

Das 20:00 as 05:00

Estudante de medicina de Porto Feliz é preso por suspeita de matar a namorada e manter o corpo no carro em Nova Iguaçu, no RJ

Compartilhe:
medicina

Altamiro Lopes dos Santos foi preso, na noite de segunda-feira (9), por suspeita de matar a namorada, Patrícia Mitie Koike, de 20 anos. O corpo da jovem foi encontrado no carro de Altamiro em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Ela de Sorocaba e ele de Porto Feliz estudava o 3º período da faculdade na Universidade de Nova Iguaçu ( Unig). Segundo o relato de amigos na internet, eles se conheceram na escola.

Policiais do 20º Batalhão (Mesquita) foram alertados por pessoas que desconfiaram da atitude do rapaz. De acordo com testemunhas, Altamiro estava num carro perto de um posto de combustíveis com a namorada, que estaria bastante ferida e desacordada.

O estudante tentou escapar, mas foi preso na Rua Dr. Barros Jr. Segundo a polícia, ele primeiro afirmou que estava tentando socorrer a namorada. Em seguida, confessou que brigou com ela e a espancou até a morte.

Patrícia foi levada pelos agentes para o Hospital Geral de Nova Iguaçu mas, de acordo com a equipe médica, ela chegou morta. As primeiras análises de legistas indicaram que a agressão aconteceu havia pelo menos 24 horas (possivelmente no domingo) e que Altamiro teria lavado o corpo.

Os PMs prenderam Altamiro em flagrante por homicídio e ocultação de cadáver. A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense investiga o caso. A família dela está no Japão e o irmão fez uma postagem no Facebook na tarde de ontem (10) relatando que ela foi vítima de um relacionamento abusivo.

Crédito: G1 Sorocaba

Deixe seu comentário: